Comunidade Campesina Vale Sagrado Arco-Iris, localizada na Colônia Cascata, 5º Distrito, Município de Pelotas/RS

53 99923 2211

pachamama.nossaong@gmail.com

  • Google+ Clean
  • Twitter Clean
  • facebook

Ong Pachamama

Desde 2006 atuando no Brasil, América Latina, África e Ásia.

SAMANA WASI

Depósito na conta da ong:

Associação Pachamama

Banco do Brasil – Conta Corrente

Agência:  2942-4

Conta:  34.971-2

CNPJ 08.080.387/0001-45

 

Mais informações e envio de

comprovante para:

Pachamama.nossaong@gmail.com 

 

 

 

 

Prefire usar o pagseguro?

Gracias!

Podemos traduzir esta expressão como casa de descanso, casa de renovação,

de aprendizagem.

Em nossa última Missão nos reunimos em assembleia com os Queros que nos contaram suas principais necessidades, Assim para este ano de 2019 estaremos junto a eles criando um espaço utilizando técnicas permaculturais onde eles possam receber, nutrir e autogerir os turistas que queiram vivenciar o ayllu andino.

Por isso, para fortalecer o processo de autogestão interna dessa comunidade, em que alcancem sua soberania econômica, alimentar e política, faremos uma assembléia com todos os anexos para iniciar a construção da Casa de Repouso: Samana Wasi.

 

 

 

 

 

E neste ano faremos:

  • Assembleia geral com apresentação da proposta Samana Wasi;

  • Exposição de fotografia para fortalecer a identidade e valorização do modo de viver dos qeritos;

  • Partilha dos alimentos entre os anexos.

  • Ritual no local da construção;

  • Instalação de Painés Solares;

  • Distribuição e plantio de Mudas e Sementes

 


 

Um pouco da última Missão:

Minidocumentário sobre Queros

Misaiaoc , La risa de la Montaña

Nación Queros

 

Há uma nação que , preservada do domínio espanhol, desde tempos longínquos, vive junto aos altos picos da Cordilheira dos Andes, Peru. 

 

Nosso Projeto, Soy Loco Por Ti Queros, trata-se de uma missão para a preservação e continuidade da Nação Queros.

 

E o que são o povo Qeros? São os descendentes de uma legitima linhagem Inca, um coração vivo e originário deste continente. Ainda hoje falam o Q’echua e mantém a tradição do culto à Pachamama – Mãe Terra, e aos Apus (espírito das montanhas). Esta nação indígena, após escapar da conquista espanhola, ficou por mais de 500 anos sem contato com o Processo colonial e imperialista de latino-america e o resultado disto é um povo que carrega os ensinamentos ancestrais e a sensibilidade que reinava em nossas terras antes da invasão colonizadora. São seres humanos que ainda guardam o amor, o respeito e a comunicação com a terra, ou seja, trazem consigo o Sumak Kausay, o Bem Viver, o Ayni, Ayllu e a plenitude da vida.

 


 

O Q’echua, idioma da Nação Queros é uma das importantes línguas originária dos Andes. Falado por indígenas da América do Sul, principalmente na Argentina, Bolívia, Chile, Equador, Colômbia e Peru, foi morrendo ao longo da colonização europeia em nosso continente.

 

Em virtude disso e sabendo da responsabilidade que nos cabe em manter viva a nossa própria história, a ONG Pachamama desenvolve desde 2012 um programa de apoio à comunidade Chalmachimpana (uma das aldeias dessa nação), promovendo a preservação da cosmovisão andina, a identidade indígena e o resgate da cultura do povo Queros.

 

Ao longo destes anos criamos um vínculo permanente que reforça a qualidade de vida, dignidade, valorização da cultura e tradição da Nação Queros. Mais do que isso, nossas missões fomentam a soberania econômica, alimentar e política deste povo.

 

Nosso principal propósito? Ajudar que se mantenham vivos, sem que sua cultura seja influída por peregrinos evangelistas e degradada pela presença de mineradoras, madeireiras e etc. Andam com fome, frio e enfermidades.

 

 

 

Hoje quais são suas

maiores demandas?

 

 

Nutrição

  • Alimentos diversos e folhas de coca - os únicos alimentos que crescem por lá são as batatas e o milho, e a distância para outros povoados é muito grande, por isso precisam de apoio para sua subsistência. 

  • Irrigação para as plantações que ficam no alto – criação de sistemas que os ajudem na manutenção da agricultura básica.

  •  Proteção para os rebanhos – as lhamas são atacadas por pumas e raposas, dificultando a geração de renda para o povo.

 

 

Saúde e Educação

  • Soluções para a evacuação de fumaça – os fogões domésticos ficam dentro das casas e não têm saída para a fumaça, que é a principal causa de doenças respiratórias em crianças e idosos.

  • Remédios à base de ervas para infecções cutâneas, resfriados, tosse, parasitas internos e externos.

  • Artigos de higiene pessoal – pentes, escovas de dente, sabonetes, entre outros.

  • Material escolar.

 

Bem-estar

  • Energia – instalação de painéis solares para geração de energia renovável e independente.

 

 

Algumas frases de peregrinos que estiveram em Queros:

 

“Q’eros, uma estrela fugaz de esperança que ainda está sob a Terra”

 

“São um povo de absurda simplicidade”

 

“Uma sabedoria que perdemos e que não sabemos nem bem quando e onde”

 

“….Desde los bosques de piedras y frio Queros sigue respirando, e rompe entre nieves la vida de un povo, la épica vida del mistico andino... Nación Queros está viva, vibrante, legendária, en una só lingua del amor!”

 

“eles guardam ali esse segredo, esse de se manterem inocentes”

 

“essa peregrinação a Qeros é um reencontrar com nossa identidade, um aprender de como podemos acertar como humanidade”

 

O que ja foi feito?

 

Durante a primeira Missão, em 2012, o grupo de voluntários da ONG Pachamama elencou as necessidades da comunidade por meio de assembleias que revelaram as ações prioritárias, servindo como base no plano de ações para nossas próximas missões.

 

Em 2013 a aliança com o Governador Francisco Quespi e a comunidade de Chalmachimpana foi fortalecida e, atendendo ao seu pedido de ajuda, pudemos manter a continuidade das visitas.

 

Em 2014 seguimos o projeto com:

 

  • Instalação de quatro painéis solares que podem iluminar 10 casas e repartem a iluminação com outras casas mais afastadas;

  • Instalação de dois sistemas de irrigação para as pastagens de lhamas e alpacas;

  • Construção experimental de um fogão de alta eficiência que elimina o problema da fumaça das casas e a incidência de enfermidades respiratórias;

  • Entrega de matérias de higiene pessoal e alimentos suficientes para a sobrevivência no duro inverno andino.

 

Entre o período de setembro de 2012 a abril de 2014 já conseguimos entregar mais de 1 tonelada de alimentos para a Nação Queros.

 

Em 2015, a visita à Challmachimpana foi de manutenção e acompanhamento do que já foi feito e ações de serviço como diagnóstico de doenças, avaliação da educação, para poder levar ações adequadas no futuro.

 

Kolpa Kucho é uma comunidade mais afastada da civilização, menos habituada com o contato com pessoas de fora. Nossa meta era aproximar-nos e conhecê-los mais para melhor atendê-los. Fizemos a instalação de 20 painéis solares e principalmente avaliação do necessário para a Missão 2016.

 

Levamos alimentos, roupas de frio e sapatos para as duas comunidades.

A expedição aconteceu de 23 de Setembro a 9 de Outubro.

 

 

Em 2016 a aliança com o Governador Francisco Quespi e a comunidade de Chalmachimpana foi fortalecida e, atendendo ao seu pedido de ajuda, pudemos manter a continuidade das visitas.

 

Em 2017além da peregrinação, os apoiamos para fazer a alegria das crianças no Natal, o arrecadado na Campanha Natal Q’eros se transformou em alimentos e "regalitos" diversos para as crianças.

Em 2018, Em abril, completando com sucesso o ciclo de apoio material, nossa Missão chegou com benfeitorias a todas as comunidades da Nación Queros. Em julho de 2018, firmando o propósito de apoiá-los em sua cultura e singularidade, fizemos uma remessa para viabilizar a participação em uma feira agrícola de um dos anexos, onde se apresentaram com sua música, artesanato e cultura.