Comunidade Campesina Vale Sagrado Arco-Iris, localizada na Colônia Cascata, 5º Distrito, Município de Pelotas/RS

53 99923 2211

pachamama.nossaong@gmail.com

  • Google+ Clean
  • Twitter Clean
  • facebook

Ong Pachamama

Desde 2006 atuando no Brasil, América Latina, África e Ásia.

Revolução Alimentar

 

 

"Defender a vida na sua diversidade"

Vandana Shiva

 

 

 

A Vida se manifesta junto a uma profunda criatividade desta terra. Dali colhemos frutos diversos, coloridos, saborosos que alimentam uma rede solidária... uma fonte de energia, de vida. Apropriar-se dessa fonte, da base que mantém o planeta, é intentar controlá-lo desde sua intimidade, intimidando a criação.

 

Defrontamo-nos com imensas cadeias que aprisionam a vida desde essa essência... das sementes e métodos de produção. Pertencemos a uma rede que consome venenos e desertifica solos produtivos. Encontramos alimentos modificados geneticamente em nossa mesa, no nosso cotidiano.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

E de onde provêm os alimentos?

Sabemos os manejar, plantar e colher?

Os conhecemos?

 

 

A ONG Pachamama sensibilizada em proteger e resgatar os valores relativos a TERRA, tem como uma das áreas de serviços projetos que se interligam à chamada Revolução Alimentar, tão combatida desde a conhecida Revolução Verde e, hoje, mascarada pela Economia Verde. Por quê essa revolução é essencial?

 

  1. Corremos risco de ficar sem alimentos ou sem a diversidade deles (a variedade dentro das espécies é fundamental para a segurança alimentar);

  2. As corporações dominam a alimentação, por isso é preciso que o consumo de alimentos sejam oriundos das agriculturas familiar e tradicional;

  3. Há uma iminente ação devastadora dos transgênicos, do patenteamento de culturas e uso de agrotóxicos.

 

 

Para ajudar a realizar uma mudança de paradigma nos alinhamos em quatro frentes de ação:

 

a) Semear sistemas agrícolas sustentáveis, tal como a Agrofloresta

 

A primeira Agrofloresta foi implementada em uma de nossas Comunidades Campesinas (Nhanderu’ete), e conta com varias culturas agrícolas aliadas com a florestal. Com este novo modelo de produção, valoriza-se, preserva e cultiva a produção de alimentos desde a Biodiversidade de Pachamama (ao contrário da monocultura).

 

Quer conhecer mais sobre a agrofloresta?

Nós realizamos cursos para implantação e também manejo de áreas agroflorestais. 

 

b) Empoderamento social no cultivo dos alimentos

 

Nas Comunidades Campesinas do Movimento Nación Pachamama, hortas são cultivadas, desenvolvidas e experimentadas pelas mãos de hermanos (que conhecem ou não a lida com a Terra), por isso foram criados espaços para aprendizado e trabalho no manejo e cultivo de alimentos.

Junto a isso, há ações para criação de hortas urbanas nas cidades a fim de preencher o concreto com verde e mudar o jeito de nos relacionarmos com os alimentos, semeando o consumo de orgânicos e uma nova possibilidade.

Realizamos, em parceria com a Favela Orgânica, uma horta comunitária na Comunidade do Morro do Chapéu Mangueira, zona sul da cidade do Rio de Janeiro.

Saiba mais sobre o tema:

 

 

c) Respeito e Proteção das Sementes Crioulas

Formação de bancos de sementes nativas para guardar, semear, trocar e plantar.

Hoje nossa principal semente é a do milho guarani, Abatí.

 

 

d) Conscientização do consumo de alimentos orgânicos

Na cidade de Pelotas, pelo Núcleo Pachamama, participamos de um grupo de Consumo Consciente, que funciona através de um conjunto de consumidores que compram diretamente dos produtores locais alimentos orgânicos e solidários (empreendimento de economia solidária e agroecológicos) em uma feira virtual, facilitando o acesso e o custo.

Para saber mais sobre a revolução alimentar, recomendamos os vídeos:

 

 

 

Show More

MUDA TUDO

 

Os grandes centros urbanos carecem de verde!

Após algumas assembleias realizadas pelo Brasil, em um ato criativo, os ativistas da Nación Pachamama iniciam o projeto “MUDA TUDO”.

A iniciativa vem da sensibilidade junto aos espaços onde vivemos e como uma Ação para provocar a indiferença do Homem para com a Vida, preenchendo o cinza e o asfalto com Mudas; uma militância poética e ativa invadirá os centros urbanos, instigando o cuidado coletivo com o que foi plantado.

Os ativistas, observando o descaso com o tema da água nas cidades (como a seca no estado de São Paulo em face do desmatamento), da difusão da alimentação industrial, da perseverança dos agrotóxicos, dos transgênicos, do monopólio das sementes, da fome e da deseducação do cultivo da terra em casas e famílias, acreditam que o MUDA TUDO provocará esta secura com muitas doses de ousadia, amor e resistência.

Mesclando arte e meio ambiente, as ações estão presentes nos espaços comuns (ruas), onde serão plantadas e entregues, com muita arte, mudas de alimentos orgânicos, árvores e flores, brincando com o trânsito em grandes avenidas, pontos de ônibus, saídas de escolas, ruas com grande circulação de pedestres, etc.

 

Quer conhecer mais sobre os Jardins Primitivos?

Entre em contato pelo email: pachamama.nossaong@gmail.com.

 

 

 

Acesse a cartilha sobre preparo de mudas do projeto Muda Tudo: