Peregrinos retornam de Queros


10730962_1522652521315588_4729873933388856715_n.jpg

Uma viagem sempre começa muito antes da data marcada e fica em nosso coração revelando seus segredos e presentes muito depois do retorno. Essa viagem se tornara ainda mais sagrada pois estávamos voltando ao núcleo de nosso sonho maior, a expressão mais antiga de vida em comunidade, uma inspiração única a como tornar Nación Pachamama cada vez mais humana e simples...


Assim, com a intensa presença de hermanos acordados, em unidade grupal, nos organizamos por toda a Geografia do Brasil, e fora dela, em uma campanha internacional para levantar fundos para expedição a Nación Queros, e retornar a rever esses sagrados povos originários dos Andes, e aprender muito dessa experiência.


Uma aventura onde oito guerreiros se dispunham a, estando a mais de 4.000m de altitude, levar tecnologias limpas e benefícios que permitissem uma melhor qualidade de vida. Assim, com cada qual saindo de sua cidade, iniciaram a peregrinação a essas distantes terras. Essa aliança espiritual iniciada em 2003 sempre respeitou a premissa de ajudar a partir dos pedidos da comunidade e assim este ano não fora diferente.


Entre cuidados com as alpacas, construindo um refúgio, vacinando e construindo o cercado e plantio de pasto; montamos fogões de alta eficiência para tirar a fumaça de dentro das casas, ombro a ombro com os queritos; instalamos painéis solares nas casas que ainda não tinham; construímos um forno chileno para os alimentos assados e uma estufa para diversificar as opções de alimentação da comunidade, também passamos orientações de saúde e entregamos sapatos fechados e meias, todas as atividades permeadas por um senso de camaradagem em íntima relação com nossos hermanos, adaptando-nos e mantendo o ritmo de trabalho de sua cultura milenar e sabedoria da terra, com paradas para pichar (oração com folhas de coca), vibrando alegria e pureza de coração inocente na relação cotidiana.

Em meio a fantástica força da natureza que nos mostra na experiência o que é a impermanência, sim ou sim acordamos nossa sensibilidade a esses guerreiros que vivem cotidianamente essa maravilha, um rigor em que a vontade é sinônimo de necessária sobrevivência, e por essa mão firme da vida nesse mágico espaço, permite que esses colibris toquem com sua leveza e harmonia sempre positiva e feliz nossos corações, onde a gratidão permeia tudo, sem cerimônias e rituais elaborados, como um ato contínuo de humildade e amor à Existência.

Abrir o coração a esse povo e voltar a acordar nossa ancestralidade e abrir-se a nossa natureza verdadeira, a despertar nossa inocente indianeidade que nos torna unos, independente de raça, credo e posição social, estar em contato, participando cada um de sua forma, mas sensibilizando a sair de si, nos acorda de todos os tipos de ilusão que tanto vamos pela vida urbana alimentando como identidade e cultura. Em verdade, estamos perdidos e não temos consciência disso. Esse povo nos tira essa máscara e permite ver como somos seres profundamente mais simples.


A Campanha SOY LOCO POR TI QUEROS reuniu por meio de diversas ações de levantamento de fundos, como rifas, brechós, e recebimento de doações o valor para viabilizar a missão de outubro de 2014 a qual alcançou os objetivos propostos. A Campanha mantém-se aberta e ativa visando as próximas ações ainda em 2014 e em 2015.

Expressão disso foi a realização de duas atividades em duas cidades diferentes do Brasil, no dia 22 de novembro: a Festa Peruana promovida pela Ong Pachamama em parceria com o Centro Peruano em Porto Alegre e a organização de um Bazar em prol da Campanha em Brasília. Querendo ajudar, acesse o site: Soy Loco por Ti, Queros!


Clique aqui e saiba mais sobre o projeto Queros.

Featured Posts
Recent Posts